Vale um bilhão?

Recentemente minha filha foi assistir ao show da Beyoncé e de seu marido, o rapper Jay-Z, que estiveram numa turnê pela Europa. Mas antes de passar por aqui pela Alemanha as duas estrelas estiveram em Paris, onde fizeram um ensaio fotográfico no Museu do Louvre.

Dias depois vi numa revista uma das fotos deste ensaio. Em close, os dois lado a lado olhavam seriamente para o leitor. Atrás deles, em segundo plano, o quadro da Mona Lisa. O título da matéria: “Três ícones”.

A legenda da foto informava que a pintura mais famosa do mundo tinha o valor estimado em um bilhão de dólares. Nada mau para uma obra que, como muitas, começou a surgir em um ateliê modesto na Itália renascentista.

Agora, no início de agosto, ao atingir o preço da ação em US$ 207, a Apple viu sua marca atingir o mesmo valor de um trilhão de dólares. Nada mau para uma empresa que, como muitas, começou a surgir numa garagem modesta na América dos anos 1970.

Mas o que me fez coçar a cabeça foi saber que, segundo a revista Forbes, a fortuna de Jay-Z beira os US$ 900 milhões. Enquanto sua mulher tem que se contentar com apenas US$ 350 milhões de patrimônio (descontado o património físico da moça, é claro).

Nada, absolutamente nada, contra a riqueza deles. Muito pelo contrário. Admiro os vencedores.

Mas será que uma Beyoncé e um Jay-Z somados valem mais do que uma Mona Lisa?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *